Experimente grátis
Entrar

Insights

« Voltar para a lista de insights

Gamificação nas Organizações

Uma tendência cada vez mais presente na atualidade, dentro das organizações e principalmente na área de Gestão de Projetos, é o uso de estratégias de gamificação.

A gamificação busca novas formas e mecanismos de motivar o principal bem de qualquer empresa: as pessoas que ali trabalham. A gamificação nada mais é do que a aplicação de conceitos e processos de jogos, nesse caso dentro do contexto das organizações, para a execução de atividades cotidianas, tais como:

Recrutamento e Seleção; Análise de Riscos; Treinamentos; Workshops; Motivação, dentre outros.

A Gamificação nas empresas vem apresentando resultados nas mais diversas áreas.

-Elas podem ser aplicadas em educação e treinamento;

-Desenvolvendo habilidades e competências de funcionários;

-Impulsionar o trabalho em equipe;

-Aumentando o senso de colaboração e produtividade dos times.

É possível também incentivar comportamentos, por exemplo, fazendo com que vendedores recomendem determinados produtos ou serviços, preencham corretamente sistemas e pedidos ou obedeçam a padrões de comunicação no ponto de venda.

O principal objetivo da gamificação nas empresas é manter o time motivado frente à tantas dificuldades e percalços encontrados durante todas as fases do projeto, onboarding e demais atividades, mantendo um ambiente amigável, focado na criatividade e colaboração dos participantes.

Os primórdios da gamificação nas empresas foram utilizados inicialmente através das “Competições Socialistas”, entre estatais e trabalhadores da União Soviética, onde a produtividade era convertida em pontos e os melhores jogadores recebiam medalhas e prêmios como, por exemplo, pacotes turísticos.

EXEMPLOS:

Jogos de atividade organizacional: Jogos realizados durante vários dias através de uma espécie de Workshop onde as pessoas redesenhavam os processos atuais de trabalho;

Jogos projetuais: Através da utilização de ferramentas de design participativo, os trabalhadores redesenhavam seus ambientes e processos de trabalho.

Gamestorming: Utilização da técnica de Brainstorming através de jogos para criar, analisar e sintetizar ideias.

Abaixo explicamos os 3 principais elementos de jogos:

DINÂMICAS

São os temas relacionados à estruturação do jogo, conectadas diretamente com a experiência do participante, gerando expectativas em relação à interação.

Restrições; Limitações; Emoções; Narrativa; Progressão; Relacionamentos.

MECÂNICAS

São elementos menos abstratos, mais característicos dos jogos, suportando as ações que podem ser realizadas durante a ação de jogar.

Desafios; Sorte; Competição; Cooperação; Retorno; Aquisição de recursos; Recompensas; Transações; Turnos; Estados de vitória.

COMPONENTES

São os elementos mais claros e específicos que podem ser vistos e utilizados no jogo, através do qual o jogador interage.

Atingimentos; Avatar; Medalhas; Lutas com chefe; Coleções; Combate; Desbloqueio de Conteúdo; Presentear; Quadro de líderes; Níveis; Desafios; Grafo social; Times; Bens virtuais.


Willian Echeverria é Content Producer no Edupulses. Graduando em Psicologia e pesquisador em Educação, Aprendizagem e Metodologias Ativas. Willian se desafia todos os dias na busca de novas metodologias e ferramentas ativas que auxiliem no processo de ensino-aprendizagem.

Compartilhe