Experimente grátis
Entrar

Insights

« Voltar para a lista de insights

Aprendizagem Baseada em Projetos: como funciona?

Na Aprendizagem Baseada em Projetos, o professor não deve expor todo o conteúdo de ensino, o planejamento e a organização das aulas para que os alunos iniciem os trabalhos de pesquisa. Os estudantes buscam os materiais e conhecimentos para alcançar os propósitos de aprendizado que foram propostos no começo do projeto.

O professor possui então o papel de mediador, orientador, intermediando, colaborando e tirando dúvidas pontuais dos alunos. Desse modo, os grupos possuem mais autonomia, chegando a pontos e resultados diferentes, contribuindo para uma discussão e aprendizado plurais.

A forma de aplicar o Project-based Learning é bastante simples. Abaixo alguns dos passos e tópicos principais e mais comuns:

Um dos princípios desta metodologia é fazer com que cada estudante seja capaz de interagir com sua realidade, identificando problemas e sugerindo melhorias, situações ou resoluções. Deste modo, os alunos sugerem uma ou mais formas de prevenir ou solucionar um problema.

O Project-based Learning consegue ainda envolver o ensino híbrido de diferentes recursos e métodos, além da trans e interdisciplinaridade. Em outras palavras, engloba temáticas, competências e recursos de várias matérias acadêmicas.

Além disso, a ABP possibilita o desenvolvimento de habilidades como autonomia, proatividade e curiosidade para a resolução de problemas. Também desenvolve a comunicação interpessoal e o trabalho em equipe, tanto entre os alunos quanto entre estudantes e professor. O educador passa ainda a ser um colaborador, orientador, e não apenas o encarregado transmitir o conteúdo.

NO QUE CONSISTE A APRENDIZAGEM BASEADA EM PROJETOS?

A ABP incentiva os estudantes na construção de resoluções para problemas do dia a dia, de forma individual e em grupo, sempre coerente com a realidade. Preza pela construção e desenvolvimento de projetos, trabalhando de forma positiva com os processos de erro, acertos e testagens.

Um dos objetivos da forma como essa metodologia se estrutura é focar na criação de projetos, com etapas, pesquisas e todas as características que compõe esse formato. Isto porque busca se assemelhar aos formatos profissionais, de empresas, órgãos, organizações e ambientes.

Ao invés do docente ministrar aulas expositivas, longas e monótonas, ele busca uma construção conjunta, planejando projetos colaborativos. Esse formato desenvolve diferentes habilidades que os estudantes necessitarão no desenvolvimento de soluções no mundo real.

Resumidamente, essa metodologia propõe trazer o estudante para a ação, participando da construção do seu aprendizado por meio das vivências e planejamentos, ao invés de uma aula explicativa e expositiva.

O estudante consegue aprender alguns processos essenciais para a condução de projetos, como:

-Elaboração de hipóteses

-Refinamento de ideias

-Realização de previsões

-Experimentação de hipóteses

-Coleta de dados

-Realização de novos questionamentos

-Desenvolvimento de materiais concretos (aplicativos, relatórios, documentos etc.)


Willian Echeverria é Content Producer no Edupulses. Graduando em Psicologia e pesquisador em Educação, Aprendizagem e Metodologias Ativas. Willian se desafia todos os dias na busca de novas metodologias e ferramentas ativas que auxiliem no processo de ensino-aprendizagem.

Compartilhe