Experimente grátis
Entrar

Insights

« Voltar para a lista de insights

O que é a metodologia Peer Instruction e como devemos aplicar?

Um dos grandes desafios presentes no dia a dia das instituições de ensino é a de encontrar e implementar novas formas de engajamento entre os alunos e os estudos, para que dessa forma, obtenham uma melhora significativa em seu desempenho.

Por esse motivo, muitos se desdobram para encontrar alternativas ao ensino tradicional, que por sua vez, transformem a sala de aula em um ambiente interessante e motivador. Entre elas, destaca-se a Peer Instruction, uma metodologia ativa de aprendizagem inovadora e cheia de benefícios.

Com a velocidade da informação na ponta dos dedos, nas telas dos computadores e celulares, aulas expositivas, densas e pouco atraentes já não fazem mais sentido e tão pouco prendem a atenção dos alunos hoje em dia.

Novas tendências entre as Instituições de Ensino Superior (IES) e organizações estão surgindo, buscando soluções ativas para captar mais alunos e, por sua vez, evitar o aumento das taxas de evasão.

Vamos, então, entender o que é Peer Instruction e como essa estratégia de interação entre alunos e os conteúdos pode aumentar significativamente a aprendizagem como um todo, desde sua passagem até a sua fixação.

Conceituação e utilização estratégica dessa metodologia

Peer instruction é uma metodologia desenvolvida pelo professor de Física da Universidade de Harvard (Estados Unidos), Eric Mazur. Traduzindo literalmente como “Instrução entre os Pares”, surgiu na década de 1990, após alguns anos de observações feitas pelo professor na própria sala de aula, baseando-se em dados estatísticos sobre o rendimento dos alunos nos cursos introdutórios de Física norte-americanos.

Mazur notou que, assim como ele, a maioria dos professores reproduzia um padrão de ensino baseado em palestras, ou seja, o professor possui o papel de instrutor, onde direciona a informação por meio de discursos e diálogos e os alunos atentam-se para absorver o máximo de informação possível do assunto em pauta, memorizando e reproduzindo esses conhecimentos nos exames.

Embora procurasse se utilizar das formas mais diferentes de entreter seus alunos, Mazur notou que suas aulas expositivas já não surtiam efeito. Até que, diante de um grupo de alunos completamente confusos e incapazes de explicar qualquer ideia ou conceito sobre um assunto específico, teve uma ideia:

“Discutam entre vocês!”.

Eis a essência da Peer Instruction: alterar a dinâmica da sala de aula para que os alunos auxiliem uns aos outros no entendimento dos conceitos e, em seguida, sejam conduzidos pelo professor no aperfeiçoamento desse aprendizado por meio de questões dirigidas.

Formas de implementar a metodologia Peer Instruction

Existem algumas formas de complementar a metodologia Peer Instruction, como por exemplo, fazendo uso de tecnologias como o Edupulses, onde a ferramenta permite a elaboração e compartilhamento de perguntas de múltipla escolha, verdadeiro ou falso, perguntas abertas, entre muitas outras atividades

O professor cadastra-se na plataforma para que possa criar um evento onde todos podem participar por meio de um código (PIN). As atividades podem ser acessadas por qualquer dispositivo habilitado para web.

O software serviria como um instrumento de coleta de informações para organizar os conteúdos de acordo com os conhecimentos prévios dos alunos no sentido de concretizar, quando possível, aprendizagens significativas.

Alguns aspectos fundamentais que a ferramenta oferece, considerados essenciais para a metodologia Peer Instruction, são:

-Feedbacks imediatos em tempo real;

-Adequação das etapas da aula; 

-Retomada de conceitos;

-Identificação de dificuldades;

– Pontos para reforçar e conduzir novas aprendizagens.

Como colocar a metodologia Peer Instruction em prática?

Confira no infográfico abaixo a estrutura e organização do método, e como colocá-lo em prática passo a passo!

Processo do Peer Instruction – Adaptado de Lasry, Mazur e Watkins (2008).

Quer conhecer outra metodologia ativa que pode proporcionar mais motivação e engajamento? Leia um pouco mais no artigo Aprendizagem Baseada em Problemas!


Atualizado por: Danilo Santos

Willian Echeverria é Content Producer no Edupulses. Graduando em Psicologia e pesquisador em Educação, Aprendizagem e Metodologias Ativas. Willian se desafia todos os dias na busca de novas metodologias e ferramentas ativas que auxiliem no processo de ensino-aprendizagem.

Compartilhe